Escrito por: John Piper
Artigo original
Traduzido por:Priscilla Saura

Hoje nós temos uma pergunta de alguém que está esgotado. Então, em nossa exaustão como podemos nos recarregar sem descuidar das nossas almas?
Veja a pergunta: “Pastor John, tenho 41 anos e tenho sido pastor por 9 anos, conduzindo uma igreja pequena porém em crescimento, com 120 membros em Wales. Ao longo desse tempo que tenho servido como pastor e líder eu descobri que, devido à natureza extenuante do trabalho tanto espiritualmente, emocionalmente quanto mentalmente, sempre que tenho tempo livre (uma noite de folga, um sábado livre) tudo o que eu quero fazer é desligar-me e fazer coisas triviais como assistir esportes. Eu sinto que deveria fazer mais leitura pessoal ou devocional, coisas que buscam à Deus, mas eu não consigo encontrar a energia ou vontade para isso. O ministério pastoral é trabalho duro, então quando eu tenho oportunidade, eu quero escapar de coisas relacionadas a ele. Como você lida com esta tensão, entre o ministério, como parte de seu trabalho, onde você dá seu tempo e atenção grande parte do dia e a necessidade de ter energia para buscar a Deus pessoalmente fora de suas atividades formais do ministério? Você já sentiu essa tensão e tem algum conselho para dar à um pastor jovem e já cansado? “
Sim, eu já senti essa tensão. Eu duvido que você ou eu escaparemos de senti-la. Como eu tenho tentado examinar e estudar meu próprio coração em relação às suas inclinações quando estou cansado, sou bastante suspeito de quão auto-justificável posso estar sendo na defesa de minha própria inclinação a ponto de comprometer minha mente e minha consciência com o que eu faço durante o meu tempo de inatividade. Eu digo isso apenas para acenar uma bandeira amarela para que não assumamos que cansaço após o trabalho do Senhor pode justificar qualquer coisa. Acho que tais auto-justificações, sutis no mundanismo, são o começo de muitas baixas pastorais.Você pode dizer que a inatividade mundana conduz à queda. Então, aqui estão algumas coisas que eu descobri e gostaria de sugerir:
1.Eu começaria fazendo desta a minha oração diária: que Deus possa me impedir de arruinar meu ministério, arruinar meu casamento, destruir a minha alma por causa do meu lazer. Jesus não nos ensinou a orar: “Não nos deixeis cair em tentação” sem motivo (Mateus 6:13). Deus preserva os corações, casamentos e ministérios daqueles que clamam diariamente para serem guardados.
2. Eu diria: coloque a sua leitura pessoal, sua meditação, memorização da Bíblia e a sua própria alma alimentando-se de literatura repleta da própria Bíblia. Que isso seja a sua primeira atividade do dia, não a última, ao final do dia, quando você está cansado. Tire seus melhores momentos do dia, com sua melhor energia e alimente sua alma. Adore o Senhor na sua Palavra com sua melhor energia, não os restos no final do dia. Qualquer pastor que diga: “Eu trabalho tão duro por causa das exigências do ministério da igreja que eu não tenho energia para alimentar minha própria alma através da Escritura e dos livros repletos das Escrituras”, acaba tendo um dia ao avesso.
Se houverem partes do dia com muita energia e partes com pouca energia, então deixe uma das partes com muita energia à ser dada ao que é absolutamente indispensável: a comunhão com Deus em sua palavra no interesse de ver e saborear o Rei do Céu . Porque se esta alegria pessoal, companheirismo pessoal, esperança pessoal definhar, tudo enfraquecerá – e de forma pior do que acontece geralmente. O que nosso povo precisa mais do que qualquer outra coisa é do aroma de Cristo em nós.
O mundo está cheio de especialistas em gerenciar ministérios. Eles criam temporadas de animação na vida da igreja, mas são superficiais. E mais cedo ou mais tarde, a alma humana se cansa de tal perícia técnica. Você tem que sustentá-los com mais fumaça e mais espelhos e mais som e luz, e tudo que é externo. Você tem que continuar sustentando-os. É tão superficial. E a alma anseia por um homem cheio de Deus. Isto é o que as pessoas anseiam: homens cheios de Deus. Você esteve com Deus? Mostre que você esteve com Deus. Um homem de palavra, um homem com conteúdo, que foi fundo nas coisas eternas e sobe do vale carregado com fruto nutritivo para o seu povo. Isso só é possível se darmos prioridade ao conhecimento de Deus, não trabalhando para Deus. Então, essa é a minha segunda sugestão. Reverta a ordem dos seus dias. Dê sua melhor energia para ir fundo com Deus. Seus membros não se arrependerão de estar em segundo lugar. Oh, eles vão adorar.
3. E a terceira coisa que eu diria é esta: à noite, quando seu trabalho estiver concluído ou nos seus dias de folga, não é pecado deixar sua Bíblia sobre a mesa, desde que você deixe sua Bíblia por causa de sua Bíblia. A própria Bíblia nos chama a fazer muitas coisas além de ler a Bíblia. Portanto, para obedecer a Bíblia, temos que deixar a Bíblia sobre a mesa. Agora, aqui está o desafio. Se deixarmos a Bíblia por causa da Bíblia, devemos fazer coisas que não prejudiquem nossas capacidades de se deleitarem com o que encontramos na Bíblia. Deixe-me dizer isso novamente. Quando deixamos a Bíblia por causa da Bíblia, não devemos fazer coisas que tenham efeitos em nosso coração e mente que nos desajustem para uma revelação mais profunda e mais doce das glórias que encontramos na Bíblia.
Devemos ser absolutamente honestos com nossos corações aqui. Por favor, pastores. Devemos ser honestos com nossos corações aqui. Esse vídeo, este programa de TV que todo mundo está assistindo – é claro que estão – este videogame deixam-nos refinados e intensificados em nossas capacidades para se deleitar com as inescrutáveis riquezas de Cristo nas Escrituras? Temo que para muitos pastores a resposta seja não. E eles simplesmente não se importam. Eles estão cansados. Creio que vivemos em tempos em que a imersão na cultura popular com todas as suas suposições que ignoram a Deus, que gozam do pecado e que exaltam o orgulho, não são apenas assumidas como inofensivas, mas assumidas como necessárias. Ambas as suposições estão erradas – mortalmente erradas.
Então, deixe-me ver se eu posso dar algumas sugestões para os tipos de coisas que um pastor ou qualquer pessoa pode fazer quando se sente mentalmente gasto:
1. Quando a mente se sente muito cansada para ler, provavelmente não está muito cansada para ouvir. Portanto, os audiolivros são uma maneira incrível de alimentar a mente quando esta está muito cansada para pegar a colher e se alimentar sozinha. E esta alimentação pode ser extremamente agradável, revigorante, informativa e edificante. Todos nós sabemos que existem grandes livros, tanto de ficção e não-ficção, que são cem vezes superiores ao que é apresentado na TV ou nos filmes mais atuais, que nós sempre queremos ler de qualquer maneira.Ouvir um bom livro pode não ser a mesma coisa que lê-lo. Mas não estamos comparando o ouvir com a leitura. Estamos comparando o ouvir um bom livro, com rastejar no entretenimento sensual do mundo. Então, esse é o número um. Considere os audiolivros que são bons e edificantes.
2. Se você é casado, pense em atividades que você pode fazer com sua esposa. Existem jogos como Scrabble* que vocês podem jogar juntos e que exigem diferentes níveis de energia mental. E Scrabble pode não a sua melhor forma de relaxar. Mas eles fornecem uma forma pacífica, agradável, relaxante para estar no mesmo quarto e proporcionar ocasião natural para a conversa de vez em quando.
3. E a última coisa que eu diria é: aprenda com o Spurgeon. Eu amo isto. Não negligencie o mundo revigorante da alma, que esta fora de sua casa, que Deus lhe deu precisamente para tocar sua alma com uma nova visão, nova energia, vigor. Eu estou falando sobre o céu e as árvores e córregos, os campos e pássaros, os animais e até mesmo as bonitas paisagens urbanas, como as que eu tenho fora de minha casa, ou mesmo aquelas que você tem que dirigir um pouco para ver. A alma precisa das belezas de Deus. Pegue-as diretamente da natureza. Como Spurgeon disse:
Aquele que esquece o zumbido das abelhas entre a urze, o ronco dos pombos na floresta, o canto dos pássaros na mata, a ondulação dos córregos entre os juncos e o suspiro do vento entre os pinheiros, não precisa se perguntar se seu coração esqueceu-se de cantar e sua alma se tornou pesada. Um dia de ar fresco sobre as colinas, ou uma caminhada de algumas horas na sombreada mata na praia, varreria as teias de aranha do cérebro de dezenas de ministros que agora estão apenas meio vivos. Um bocado de ar do mar, ou uma caminhada dura com o rosto ao vento, não daria descanso à alma, mas daria oxigênio ao corpo, que é a melhor coisa depois desta. Por falta de oportunidade, ou disposição, estes grandes remédios são negligenciados, e o aluno torna-se uma vítima auto-imolada.
Então, deixe-me resumir. Primeiro, peça a Deus para protegê-lo do desperdício do seu tempo de lazer. Em segundo lugar, reverta a ordem de seus dias e dê suas melhores energias para alimentar sua alma na doçura de Cristo. Em terceiro lugar, deixe sua Bíblia por causa de sua Bíblia – e isso significa que, quando você sair, não faça nada que diminua sua capacidade de se deleitar com as riquezas da Bíblia.
Nota do tradutor: Scrabble (parecido com Palavras cruzadas) é um jogo de tabuleiro em que dois a quatro jogadores procuram marcar pontos formando palavras interligadas, usando pedras com letras num quadro dividido em 225 casas (15 x 15).

2 comments on “Eu estou exausto – Como eu posso recarregar meu corpo sem negligenciar minha alma?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *